startups

Obrigada!

 

Sempre tive especial curiosidade pela segunda ou terceira folha de cada livro: aquela onde vem a dedicatória e os agradecimentos. Sou de opinião que muito melhor estaria o mundo se todos aceitássemos os efeitos profilácticos do agradecimento como um dado adquirido e tornássemos o agradecimento uma prática corrente.

Por isso mesmo, aqui estou eu, hoje, no fim de um programa de aceleração, a fazer um ponto de situação com os meus agradecimentos a todos os que permitem e permitiram que a MyNurse chegasse aqui, onde se encontra. Não perceber que o mundo das startups é um mundo de altos e baixos, muitos baixos, mas que no fim do dia, depende muito de confiança e ajudas, de entreajuda, de pessoas que acreditam em nós e de trabalho de equipa é não perceber absolutamente nada deste mundo.

Sim, há unicórnios e há negócios muito lucrativos, mas há também muitos imponderáveis e muito de trabalho árduo, a que alguns acabam por chamar sorte.

Os primeiros agradecimentos são aos meus filhos, que me acompanham, que mesmo às vezes não compreendendo, aceitam e caminham ao meu lado nesta aventura – sem o consentimento deles eu não tinha entrado na aventura MyNurse desde o principio – eles são o principal motivo e também os mais orgulhosos fãs do meu percurso empreendedor. São também os que mais sacrifícios fazem, pois juntos ambos prescindimos de tempo em família para poder lutar por este sonho. Ao Miguel e aos meus pais, pelo suporte que têm sido. A família acaba sempre por ter de embarcar na aventura, seja porque escolhem participar, seja porque escolhem apenas apoiar na retaguarda. Ao meu irmão, muito obrigada pela disponibilidade e ajuda. E à minha sobrinha Matilde, obrigada pelas gargalhadas e abraços – são muito importantes! De todos tenho muitas saudades, todos os dias!

Os segundos agradecimentos são à equipa, com quem trabalho todos os dias: a Helena, a Elizabete, o Sebastião, o João e o Pedro. É deles a maior parte do mérito. Sem cada um deles, eu não podia sequer pensar em exercer o meu trabalho. Um dia, um único dia sem um deles, é um caos. Acreditem. Muito obrigada pela dedicação, pela boa disposição, pelo espírito aventureiro, pela capacidade de aprendizagem e pela consistência. São deles estas qualidades.  E mais uma: capacidade de me aturarem… não é fácil e eu sei disso.

À Mariana e à Ensaio de Cor, obrigada pelas ajudas com a imagem e a comunicação, pelos conselhos e iniciativa. Fazem-nos por gosto e com empenho. Também eles acreditam em mim e no projecto.

Os terceiros são agradecimentos muitíssimo importantes para quem dança esta dança das startups: Investidores. Há bons, há muito bons, há maus e há péssimos. Eu tenho a sorte e a graça de ter, à data de hoje, na MyNurse, muito bons investidores: aqueles com quem reúno todas as semanas, religiosamente, nesta fase. São suporte, são rede, são conselho. E para que se faça alguma justiça, é preciso sublinhar tantas vezes quantas forem necessárias: bons investidores são poucos, muito bons são raros. Ao Pedro, que me acompanha desde o início, devo toda a consistência do projecto, é o meu maior apoio. Ao João (sim, há várias Marias na terra!) devo a persistência, é quem me dá na cabeça mas eleva, testa limites, transmite resiliência. Obrigada por acreditares no projecto desde o inicio. Obrigada à Alexandra, ao Zé, à Paula e ao Nuno e claro, ao Marco, pela confiança. São também eles aventureiros e lutadores, obreiros desta causa. Os meus mais recentes investidores são espectaculares e tive a sorte de os conhecer por skype, e após várias entrevistas, conhecermo-nos pessoalmente aqui nos Estados Unidos: a Jackie Wilmot e o Robert Saunders são a minha família americana – Hoje como no primeiro dia em que aterrei e a Jackie estava à minha espera com sacos e cestos de comida, mobília, etc. para nos fazer sentir em casa. Mas depois de meses juntos, reuniões diárias, reuniões semanais e viagens em conjunto, posso dizer que nunca poderia ter imaginado que existissem investidores/mentores com este grau de envolvimento com as equipas que escolhem. É impressionante e estou-lhes muito agradecida por toda a aprendizagem. São exemplo e deveriam ser paradigma de Aceleração.

Os quartos agradecimentos são para, sem dúvida, o grupo mais importante de todos numa startup: os nossos prestadores e os nossos clientes. São eles que devem motivar qualquer fundador. São a causa e são o fim para o qual a startup nasceu. Eles possibilitam-nos ver o sonho tornar-se realidade. É importante nunca esquecer este ponto: as startups, como as empresas, não nascem para alimentar egos nem para fazer milionários, nascem para resolver um problema, para arranjar uma solução.

Por último, mas não menos importante, aos amigos, conhecidos, aos que se cruzam no meu e no nosso caminho: obrigada pelo estímulo, confiança e muitas vezes crítica. É radicalmente importante a vossa presença. Cada palavra é alento. Faz-nos continuar, faz-nos aprender e faz-nos recomeçar, todos os dias.

Obrigada!

Marta

 

A nossa missão

A MyNurse é uma plataforma tecnológica e uma aplicação que pretende facilitar a prestação de cuidados de apoio ao domicílio. Dos grandes centros urbanos às periferias e zonas rurais, o nosso compromisso é disponibilizar a maior base de dados de cuidadores e prestadores de apoio domiciliário, com qualidade, eficiência no tempo de resposta e com custos acessíveis e justos para prestadores e utilizadores da plataforma.

Para isso, desenvolvemos novas modalidades de disponibilização dos serviços que cada cuidador, com as suas valências, pode prestar. Atenta às necessidades particulares de cada utilizador, a plataforma permite a escolha do perfil do cuidador que mais se adequa ao pretendido pelo utilizador, entre outras funcionalidades. Deste modo, acreditamos satisfazer mais e melhor, chegando a tantas pessoas quanto seja possível.

Motiva-nos a excelência de um serviço de qualidade, mais amigo do utilizador e mais adaptado às solicitações de hoje em dia, procurando através das novas tecnologias ao nosso dispor, levar mais longe a prestação de cuidados ao domicílio.

Motiva-nos também a inovação e o empreendedorismo, um maior aproveitamento dos óptimos recursos de que Portugal dispõe, e a possibilidade da melhoria das condições de vida de todos os nossos utilizadores e prestadores.

É também nossa preocupação permitir uma remuneração adequada a quem cuida, valorizando todas as profissões cuidadoras, sejam enfermeiros, fisioterapeutas, auxiliares, psicólogos, ou outros cuidadores, distinguindo o seu campo de acção e intervenção, serviços que prestam e ajudas que proporcionam, de forma a que os utilizadores possam escolher o cuidador adequado às suas necessidades e disponibilidades.

A experiência da nossa equipa junto dos que precisam de cuidados e que os pretendem no conforto do seu lar, junto das suas famílias, conhecidos e das suas rotinas, é o motor para que procuremos sempre inovar e permitir a maior comodidade, intuitividade e facilidade no acesso aos serviços dos prestadores inscritos na plataforma MyNurse.

Esperamos estar sempre à altura de novos desafios, tendo como referência uma dinâmica de mais e melhor serviço ao próximo.