MyNurse

Fui diagnosticado. E agora? Sentimento de raiva

Numa série de pequenos artigos sobre a adaptação à doença, a MyNurse publicou a semana passada um artigo sobre a primeira fase que pode ler aqui

A segunda fase da adpatação à doença após o diagnóstico é o

Sentimento de raiva

O sentimento que aparece a seguir é a raiva. Com a notícia do diagnóstico, a pessoa tende a responsabilizar terceiros pelo que lhe está a acontecer, queixa-se frequentemente e, neste caso, o mais indicado será não contradizer, mas ouvir as preocupações.

Nesta fase, a pessoa ainda não está preparada para enfrentar o futuro nem para ouvir as incertezas que a notícia da doença lhe trouxe. Precisa apenas de ter uma oportunidade para se sentir ouvida e acarinhada. Aqui ficam algumas pistas sobre como melhor ajudar:

  • Faça um convite para irem dar um passeio a um local tranquilo.
  • Desligue o telemóvel, demonstrando que está inteiramente disponível para ouvir.
  • Faça entender que o estar ali, perto dela não é uma perda de tempo.
  • Proponha receber a visita de um psicólogo ou de um enfermeiro em casa para poder discutir e apresentar as suas preocupações e opções disponíveis.

Na MyNurse, pode encontrar profissionais de sáude que estão disponíveis para esclarecimentos e realizar acompanhamento desta fase de adaptação à doença. Saiba mais em www.mynurse.pt 

Fui diagnosticado. E agora?

Quando algum de nós recebe a notícia do diagnóstico de uma doença, seja ela qual for, atravessa um período de adpatação que é natural ao processo de aceitação da doença.

Conhece alguém nesta situação? Não sabe como ajudar? A MyNurse decidiu publicar uma série de pequenos artigos em que apresenta algumas dicas que podem ser úteis para ajudar quem recebe um diagnóstico de doença.

 

 

 

 

Começamos pela Primeira fase da adpatação à doença após o diagnóstico que é a da

Negação ou incredulidade

Quando alguém que nos é querido recebe uma notícia destas, por vezes podemos observar algum comportamento típico de negação ou até de incredulidade. A pessoa não acredita que foi a si que lhe foi diagnosticada a doença, por vezes até pode comportar-se como se nada se tivesse passado. Pode evitar falar sobre o assunto, não se queixar. Pode até suprimir e distorcer todas as informações que não tenham sido apresentadas de forma clara.

O que podemos fazer? Nestas alturas é importante mostrar apoioempatia e procurar junto de um enfermeiro esclarecimentos pormenorizados de todos os procedimentos. Deve mostrar que está disponível só para o ouvir.

Na MyNurse sabemos o difícil que é ter de fazer este apoio sozinho, por isso temos enfermeiros disponíveis que fazem visitas ao domícilio e com quem pode sempre contar. Saiba mais em www.mynurse.pt  Estamos presentes em todas as fases da vida. Visite-nos em www.mynurse.pt

 

 

Exames Laboratoriais na Gravidez

 

O Programa Nacional para a Vigilância da Gravidez de Baixo Risco parte do conceito de gravidez como uma oportunidade para promover um futuro mais saudável da população desde o início do ciclo de vida. Nesse sentido dá igualmente enfase à avaliação do bem-estar emocional da mulher, da criança e da família. Os cuidados centram-se nas necessidades de cada mulher, par, família, que devem ser considerados parceiros nas decisões e intervenções necessárias para a vigilância da gravidez.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A par com as consultas, as mulheres grávidas são aconselhadas a realizar algumas análises e exames para se garantir uma vigilância apertada de cada etapa da gestção. Na My Nurse as grávidas têm a hipótese de realizar todos estes exames laboratoriais sem terem de sair de casa em jejum, esperar em filas e até poupam no pequeno-almoço. Saiba mais em www.mynurse.pt

Este Programa encontra-se disponível na internet para consulta em https://www.dgs.pt/em-destaque/programa-nacional-para-a-vigilancia-da-gravidez-de-baixo-risco.aspx

 

ALZHEIMER: O QUE É

 

Alzheimer é um tipo de demência que provoca uma deterioração global, progressiva e irreversível de diversas funções cognitivas, nomeadamente a memória, a atenção, a concentração, a linguagem e o pensamento. Esta deterioração tem como consequências alterações no comportamento, na personalidade e na capacidade funcional da pessoa, dificultando a realização das suas actividades de vida diária. Quando a pessoa perde uma capacidade, raramente consegue voltar a recuperá-la ou reaprendê-la.

 

SINTOMAS DO ALZHEIMER

Os sintomas podem ser muito subtis. Começam frequentemente por lapsos de memória e dificuldade em encontrar as palavras certas para objectos do quotidiano. Estes sintomas agravam-se à medida que as células cerebrais vão morrendo e a comunicação entre estas fica alterada. Alguns sintomas característicos são:

  • dificuldades de memória persistentes e frequentes, especialmente de acontecimentos recentes
  • discurso vago durante as conversações
  • perder entusiasmo na realização de actividades, anteriormente apreciadas
  • demorar mais tempo na realização de actividades de rotina
  • esquecer-se de pessoas ou lugares conhecidos
  • incapacidade para compreender questões e instruções
  • deterioração de competências sociais e imprevisibilidade emocional

 

TRATAMENTO

Até à presente data não existe cura para a Doença de Alzheimer. No entanto, existem algumas medicações que parecem permitir alguma estabilização do funcionamento cognitivo nas pessoas com esta doença, nas fases ligeira e moderada. Também pode ser prescrita medicação para sintomas secundários, como a inquietude e a depressão, ou para ajudar a dormir melhor.

Para além do tratamento farmacológico, há a intervenção não farmacológica cujo objectivo principal é a estimulação das capacidades cognitivas, com vista à sua maximização e ao bem-estar da pessoa, nomeadamente no que respeita à sua adaptação à doença.

 

NECESSIDADES ESPECIFICAS

Cuidar de alguém com Alzheimer pode ser muito difícil e desgastante, sobretudo por causa da dependência que esta doença acarreta, pelo que se torna necessário recorrer a cuidadores qualificados, que no mínimo assegurem as essenciais pausas regulares na prestação dos cuidados por parte das famílias.

Para acompanhamento de doentes com Alzheimer e ou outras doenças demenciais, administração de medicação, cuidados de higiene e conforto, fisioterapia, terapia ocupacional, ou outro tipo de apoio domiciliário relacionado com este tipo de doenças, consulte a MyNurse.

 

MYNURSE: SERVIÇO DE ANÁLISES CLÍNICAS – JÁ CONHECE?

 

A pensar nos nossos utilizadores aumentamos a nossa oferta de serviços ao domicílio com o serviço de Análises clinicas ao domicilio: sem ter de sair mais cedo de casa, sem ter de sair em jejum e sem ter de tomar pequeno-almoço na rua, uma equipa de profissionais vai a sua casa e faz a recolha de amostras de que necessita!

Poupa na deslocação, no pequeno-almoço fora de casa e pode agendar para o dia em que lhe for mais conveniente! Por apenas 5€ (6,15€ com IVA) não tem mais encargos adicionais, e paga apenas as análises ao preço da tabela do subsistema a que pertence. Com acordos com inúmeras seguradoras, ARS, ADSE, SAMS, PT, RNA, entre muitos outros, pode desfrutar da comodidade  e reserva de sua casa enquanto realiza os seus exames.

Este serviço está disponível apenas no distrito de Lisboa, na presente fase. Em breve contamos alargar a todo o país.

Peça já as suas primeiras análises ao domicílio aqui!

Sem demoras, sem deslocações e sem riscos acrescidos de infecções hospitalares!

A MyNurse a pensar em si!

Obrigada!

 

Sempre tive especial curiosidade pela segunda ou terceira folha de cada livro: aquela onde vem a dedicatória e os agradecimentos. Sou de opinião que muito melhor estaria o mundo se todos aceitássemos os efeitos profilácticos do agradecimento como um dado adquirido e tornássemos o agradecimento uma prática corrente.

Por isso mesmo, aqui estou eu, hoje, no fim de um programa de aceleração, a fazer um ponto de situação com os meus agradecimentos a todos os que permitem e permitiram que a MyNurse chegasse aqui, onde se encontra. Não perceber que o mundo das startups é um mundo de altos e baixos, muitos baixos, mas que no fim do dia, depende muito de confiança e ajudas, de entreajuda, de pessoas que acreditam em nós e de trabalho de equipa é não perceber absolutamente nada deste mundo.

Sim, há unicórnios e há negócios muito lucrativos, mas há também muitos imponderáveis e muito de trabalho árduo, a que alguns acabam por chamar sorte.

Os primeiros agradecimentos são aos meus filhos, que me acompanham, que mesmo às vezes não compreendendo, aceitam e caminham ao meu lado nesta aventura – sem o consentimento deles eu não tinha entrado na aventura MyNurse desde o principio – eles são o principal motivo e também os mais orgulhosos fãs do meu percurso empreendedor. São também os que mais sacrifícios fazem, pois juntos ambos prescindimos de tempo em família para poder lutar por este sonho. Ao Miguel e aos meus pais, pelo suporte que têm sido. A família acaba sempre por ter de embarcar na aventura, seja porque escolhem participar, seja porque escolhem apenas apoiar na retaguarda. Ao meu irmão, muito obrigada pela disponibilidade e ajuda. E à minha sobrinha Matilde, obrigada pelas gargalhadas e abraços – são muito importantes! De todos tenho muitas saudades, todos os dias!

Os segundos agradecimentos são à equipa, com quem trabalho todos os dias: a Helena, a Elizabete, o Sebastião, o João e o Pedro. É deles a maior parte do mérito. Sem cada um deles, eu não podia sequer pensar em exercer o meu trabalho. Um dia, um único dia sem um deles, é um caos. Acreditem. Muito obrigada pela dedicação, pela boa disposição, pelo espírito aventureiro, pela capacidade de aprendizagem e pela consistência. São deles estas qualidades.  E mais uma: capacidade de me aturarem… não é fácil e eu sei disso.

À Mariana e à Ensaio de Cor, obrigada pelas ajudas com a imagem e a comunicação, pelos conselhos e iniciativa. Fazem-nos por gosto e com empenho. Também eles acreditam em mim e no projecto.

Os terceiros são agradecimentos muitíssimo importantes para quem dança esta dança das startups: Investidores. Há bons, há muito bons, há maus e há péssimos. Eu tenho a sorte e a graça de ter, à data de hoje, na MyNurse, muito bons investidores: aqueles com quem reúno todas as semanas, religiosamente, nesta fase. São suporte, são rede, são conselho. E para que se faça alguma justiça, é preciso sublinhar tantas vezes quantas forem necessárias: bons investidores são poucos, muito bons são raros. Ao Pedro, que me acompanha desde o início, devo toda a consistência do projecto, é o meu maior apoio. Ao João (sim, há várias Marias na terra!) devo a persistência, é quem me dá na cabeça mas eleva, testa limites, transmite resiliência. Obrigada por acreditares no projecto desde o inicio. Obrigada à Alexandra, ao Zé, à Paula e ao Nuno e claro, ao Marco, pela confiança. São também eles aventureiros e lutadores, obreiros desta causa. Os meus mais recentes investidores são espectaculares e tive a sorte de os conhecer por skype, e após várias entrevistas, conhecermo-nos pessoalmente aqui nos Estados Unidos: a Jackie Wilmot e o Robert Saunders são a minha família americana – Hoje como no primeiro dia em que aterrei e a Jackie estava à minha espera com sacos e cestos de comida, mobília, etc. para nos fazer sentir em casa. Mas depois de meses juntos, reuniões diárias, reuniões semanais e viagens em conjunto, posso dizer que nunca poderia ter imaginado que existissem investidores/mentores com este grau de envolvimento com as equipas que escolhem. É impressionante e estou-lhes muito agradecida por toda a aprendizagem. São exemplo e deveriam ser paradigma de Aceleração.

Os quartos agradecimentos são para, sem dúvida, o grupo mais importante de todos numa startup: os nossos prestadores e os nossos clientes. São eles que devem motivar qualquer fundador. São a causa e são o fim para o qual a startup nasceu. Eles possibilitam-nos ver o sonho tornar-se realidade. É importante nunca esquecer este ponto: as startups, como as empresas, não nascem para alimentar egos nem para fazer milionários, nascem para resolver um problema, para arranjar uma solução.

Por último, mas não menos importante, aos amigos, conhecidos, aos que se cruzam no meu e no nosso caminho: obrigada pelo estímulo, confiança e muitas vezes crítica. É radicalmente importante a vossa presença. Cada palavra é alento. Faz-nos continuar, faz-nos aprender e faz-nos recomeçar, todos os dias.

Obrigada!

Marta

 

A IMPORTÂNCIA DO CONSUMO DE ÁGUA

A nova Roda dos Alimentos veio dar à Água a importância e destaque, que esta merece. Com efeito, não só surge no Centro da Roda, como está ainda representada em todos os grupos, quer porque faz parte da constituição de cada género alimentício quer porque é também muito utilizada para a confecção dos mesmos.

Sendo a água o principal constituinte do organismo humano, (cerca de 60% do nosso corpo é constituído por água) é fundamental para o bom funcionamento e o equilíbrio de todos os sistemas e órgãos do corpo humano. Com efeito

  • É componente essencial do sangue, linfa e de todas as secreções corporais;
  • Intervém nos processos de digestão, absorção, metabolismo e excreção do organismo;
  • Mantém a temperatura corporal.

Diariamente perdemos água através da pele, pulmões, fezes e urina. Necessitamos, por isso, de ingerir também diariamente a quantidade de água suficiente para compensar estas perdas, caso contrário entramos em processo de desidratação, que pode ser responsável por sintomas como dores de cabeça e cansaço, que podem também afectar a capacidade de concentração, atenção e memória.

Assim e porque é vital para o bem-estar e a saúde das pessoas, a sua ingestão diária é fundamental. Acresce que as pessoas que consomem diariamente quantidades adequadas de água, consomem, em média, menos calorias a partir de bebidas com açúcar, menos gordura total e saturada, menos açúcar, menos sal e menos colesterol.

No entanto, a quantidade de água a consumir depende de vários factores, tais como, estado de saúde do individuo, nível de actividade física e até o lugar onde vive. Em qualquer caso em média é recomendado um consumo de água de cerca de 3 litros para os homens e de 2 litros para as mulheres.

Em época de Verão em que a exposição ao Sol é maior é especialmente importante o cuidado com a ingestão de líquidos, devendo ser evitadas todas as bebidas açucaradas que causam um aumento dos hidratos de carbono de absorção rápida, os quais por conseguinte podem provocar o aumento de picos de glicémia, que é um dos factores de risco da obesidade, diabetes e de doenças cardiovasculares.

 

NOVO SERVIÇO MYNURSE: ANÁLISES CLÍNICAS NO DOMICÍLIO

A pensar nos nossos utilizadores aumentamos a nossa oferta de serviços ao domicílio com o serviço de Análises clinicas ao domicilio: sem ter de sair mais cedo de casa, sem ter de sair em jejum e sem ter de tomar pequeno-almoço na rua, uma equipa de profissionais vai a sua casa e faz a recolha de amostras de que necessita!

Poupa na deslocação, no pequeno-almoço fora de casa e pode agendar para o dia em que lhe for mais conveniente! Por apenas 5€ (6,15€ com IVA) não tem mais encargos adicionais, e paga apenas as análises ao preço da tabela do subsistema a que pertence. Com acordos com inúmeras seguradoras, ARS, ADSE, SAMS, PT, RNA, entre muitos outros, pode desfrutar da comodidade  e reserva de sua casa enquanto realiza os seus exames.

Este serviço está disponível apenas no distrito de Lisboa, na presente fase. Em breve contamos alargar a todo o país.

Peça já as suas primeiras análises ao domicílio aqui!

Sem demoras, sem deslocações e sem riscos acrescidos de infecções hospitalares!

A MyNurse a pensar em si!

Alergias e intolerâncias alimentares

O QUE SÃO ALERGIAS E INTOLERÂNCIAS ALIMENTARES

As Alergias alimentares são uma reacção alérgica do sistema imunológico contra um determinado alimento considerado inofensivo para a maioria das pessoas.

A Intolerância Alimentar consiste numa reacção adversa ao alimento que não envolve o sistema imunológico. Frequentemente resulta de alterações ou distúrbios do metabolismo do alimento. Neste caso, as reacções não têm o mesmo potencial de gravidade da reacção alérgica e os sintomas desenvolvem-se com maior frequência ao nível gastro-intestinal.

Os principais alergénios são:

  • Leite de origem animal e derivados
  • Ovo
  • Mariscos e moluscos
  • Peixe
  • Amendoim e frutos secos de casca rija (por ex. noz, amêndoa, pistácio, pinhão)
  • Cereais com glúten (trigo, centeio, cevada)
  • Soja

 

SINTOMAS

Na Intolerância Alimentar os principais sintomas são:

  • Gases, cólicas, inchaço abdominal, flatulência, azia
  • Dores de cabeça
  • Mal-estar geral

Nas alergias os sintomas, aparecem de forma muito rápida e no limite podem causar risco de vida (em caso de anafilaxia alimentar). São:

  • Erupção cutânea, urticária (pode ser por todo o corpo), inchaços e comichão. Estes sintomas regra geral manifestam-se muito rapidamente, imediatamente após a ingestão ou contacto com o alimento
  • Olhos lacrimejantes e espirros
  • Dificuldade respiratória
  • Descida repentina da tensão arterial

TRATAMENTO

Para além da ausência de consumo do alimento, ou ingrediente, ou alimentos de cuja composição o ingrediente faça parte, em caso de reacção é utilizada medicação anti-histamínica e, por vezes, corticóide.

Para os casos mais graves, em que possa existir risco de vida, pode ser utilizada uma “caneta” de adrenalina/epinefrina auto-injectável, que permite iniciar rapidamente o tratamento de emergência.

Faça as suas análises no conforto de sua casa, com a MyNurse : profissionais qualificados vão ao domicilio recolher as amostras biológicas e os resultados são-lhe enviados por e-mail com a maior brevidade possível.

Diabetes: o que é, sintomas e tratamento

O QUE É A DIABETES?

A diabetes é uma doença crónica caracterizada pela produção insuficiente de insulina, ou por uma incapacidade do corpo em utilizá-la.

A insulina (hormona) controla a entrada da glucose para as células do corpo e quando esta é insuficiente ou não é usada como deveria, a glicose acumula-se no sangue em vez de entrar nas células e estas não conseguem funcionar correctamente.

Existem os seguintes tipos de diabetes:

  • Diabetes Tipo 1 – também conhecida como Diabetes Insulino-Dependente é mais rara e atinge na maior parte das vezes crianças ou jovens, embora possa também aparecer em adultos e até em idosos. Neste tipo de diabetes as células do pâncreas deixam de produzir insulina pois existe uma destruição maciça destas células produtoras. As causas desta diabetes não são, ainda, plenamente conhecidas. Sabe-se, no entanto, que é o próprio sistema imunitário da pessoa com Diabetes, que ataca e destrói aquelas células.
  • Diabetes Tipo 2 – É o tipo mais comum da diabetes e é causada por um problema no metabolismo da diabetes. Verifica-se quando há um défice de insulina e resistência à insulina, o que implica a necessidade de uma maior quantidade de insulina para a mesma quantidade de glicose no sangue. À medida que o tempo passa, o organismo vai tendo maior dificuldade em compensar este desequilíbrio e os níveis de glicose sobem. Os principais factores de risco deste tipo de diabetes são
    • Obesidade
    • Sedentarismo
    • Predisposição genética
  • Diabetes Gestacional – surge em grávidas que não tinham Diabetes antes da gravidez e, habitualmente, desaparece quando esta termina.
  • Outros tipos de Diabetes – São pouco frequentes e são geralmente causados por alterações /defeitos nas células beta, alterações na acção da insulina, doenças do pâncreas, endocrinopatias diversas.

SINTOMAS DA DIABETES

Os sintomas da diabetes estão directamente relacionados com as quantidades de açúcar no sangue.

Na Hiperglicemia – quando os níveis de açúcar aumentam, os sintomas podem ser:

  • Visão turva
  • Sensação de boca seca
  • Sudação excessiva
  • Cansaço
  • Comichão por todo o corpo (com maior incidência na zona genital)
  • Sede constante e intensa
  • Apetite incontrolável
  • Urinar com muita frequência

Na Hipoglicemia – quando os níveis de açúcar diminuem, os sintomas são:

  • Tremores
  • Palidez
  • Palpitações
  • Formigueiros nos lábios e na língua
  • Dificuldade em raciocinar
  • Perda de consciência
  • Coma

TRATAMENTO DA DIABETES

A Diabetes não tem cura. O objectivo principal do tratamento é pois o controlo da glicémia.

Na Diabetes tipo 1, a administração da insulina (subcutânea) é imediatamente necessária após o diagnóstico, dado que esta hormona, essencial para a vida, tem por função fazer com que o açúcar existente no sangue seja aproveitado para dar energia.

A diabetes tipo 2, numa fase inicial pode ser controlada com alimentação saudável e equilibrada e exercício físico. No entanto, com o decorrer dos anos o organismo vai perdendo a capacidade de produzir insulina, e torna-se necessário o recurso a medicação, e eventualmente a insulinoterapia.

Uma alimentação saudável e equilibrada faz parte do tratamento das pessoas com diabetes. A redução da ingestão de gordura e sal e o aumento da ingestão de fibra, são pois essenciais.

Para além de uma alimentação saudável, o exercício físico é também essencial, não só porque

  • Melhora a saúde cardiovascular;
  • Fortalece os músculos das costas proporcionando um melhor suporte à sua coluna vertebral;
  • Ativa a circulação. O exercício dilata os vasos sanguíneos fazendo com que chegue mais sangue a todo o corpo;
  • Diminui a sua tensão arterial, que é um dos factores que mais predispõe a complicações cardiovasculares graves;
  • Ajuda na perda de peso,  o exercício físico, aliado a uma alimentação saudável, é a forma mais eficaz de perder peso;
  • Melhora o humor e a auto confiança, durante o exercício são libertadas hormonas responsáveis pela sensação de bem estar. Vai sentir-se mais bem disposto e verá a qualidade do seu sono melhorar.

Como também estimula a produção de insulina e facilita o seu transporte para as células, efectivamente quando se faz exercício o pâncreas é estimulado a produzir insulina e, por outro lado, ao exercitar os músculos, estes usam a energia, impedindo-se assim que a glicose (fonte da energia) se acumule no sangue e aumente a glicemia.

Para acompanhamento de doentes de diabetes, para análises clínicas ao domicilio, para administração de medicação, fisioterapia, ou outro tipo de apoio domiciliário relacionado com a diabetes, consulte a MyNurse

Faça as suas análises no conforto de sua casa, com a MyNurse : profissionais qualificados vão ao domicilio recolher as amostras biológicas e os resultados são-lhe enviados por e-mail com a maior brevidade possível.