psicólogo ao domicílio

Fake News em Saúde

Dia 1 de Abril. Hoje é dia das Mentiras. Já nem se lembrava, pois não?

A MyNurse decidiu dar-lhe umas dicas para que se possa defender das notícias falsas sobre a saúde (e a doença!) que existem por aí nas redes sociais.

Em primeiro lugar, é importante saber que, se recebeu um diagnóstico difícil de ouvir e que traz repercussões drásticas ao seu dia-a-dia, não deve ir pesquisar por livre iniciativa à Internet. Não o faça. Proteja-se e fale com um profissional de saúde em quem confie.

Faça uma lista de perguntas para que, quando estiver na presença do médico ou do enfermeiro que o acompanha, possa esclarecer todas as suas dúvidas, sem que se esqueça daquela pergunta mesmo importante que precisa de ver respondida para poder controlar e diminuir a ansiedade que sente.

Se receber uma má notícia não for o seu caso, então leia com atenção esta pequena lista de estratégias para avaliar a veracidade das notícias que vai lendo nas redes sociais ou nos e-mails.

  1. Não julgue a notícia pelo título: o sensacionalismo é uma estratégia muito utilizada pelos meios de comunicação social e muitas vezes os títulos que escolhem são mais apelativos para que você clique no link, mas não dizem respeito à realidade.
  2. Não partilhe a notícia sem a ler primeiro na íntegra e sem fazer o seu juízo crítico no final.
  3. Verifique a fonte da notícia: com a facilidade com que cada blog ou página na internet partilham as informações e notícias, antes de ler, confirme onde é que a pessoa que fez o share leu ou consultou a notícia que colocou.
  4. Verifique a data da notícia: pode estar a ler uma notícia que não é a mais recente, estando a informar-se mal acerca de determinado assunto.
  5. Consulte apenas meios de comunicação oficiais: faça essa selecção a priori e não considere páginas que não sejam canais oficiais e nacional e internacionalmente reconhecidos.
  6. Desconfie de grandes escândalos e de grandes milagres: não se deixe enganar por curas milagrosas para problemas de saúde graves e não leve a sério notícias desastrosas relacionadas com medicamentos ou tratamentos específicos. Lembre-se que as entidades de saúde são reguladas por normas rígidas onde trabalham profissionais idóneos a quem é conferido a responsabilidade de verificar a segurança e veracidade dos produtos, tratamentos e processos.

Se não tiver acesso a um profissional de saúde que o ajude a esclarecer as suas dúvidas, não se esqueça que na MyNurse pode escolher um enfermeiro, psicólogo, fisioterapeuta entre outros, para ir até sua casa e dar o apoio e esclarecimento necessário. Saiba mais em www.mynurse.pt

O Processo de Luto II

Regressamos ao Blog da MyNurse com o tema do Luto e as fases descritas por Bowlby.

Num primeiro post abordámos a importância de se perceber que o Luto não é um caminho linear. É um processo com muitas fases e nem sempre se vive cada fase de forma isolada.

A segunda fase do Processo de Luto é a fase de saudade e procura. É neste período que se despertam explosões de soluços chorosos e de angústia aguda na maioria das pessoas. Um pessoa também pode sentir, de forma mais ou menos aberta, saudade intensa pelo objecto ou pessoa perdida. Esta fase pode durar meses ou anos.

Durante a fase que se segue, de desorganização e desespero, a pessoa envolve-se numa análise interminável sobre a forma e razão da perda ter acontecido. É muito natural e vulgar a pessoa exprimir raiva contra alguém que possa ser responsável pelo ocorrido. Este sentimento dá muitas vezes lugar à aceitação de que a perda é permanente.

Na etapa final de reorganização, que pode ser superior a um ano de duração, a pessoa começa a aceitar novos papéis a que não estava habituada e a adquirir nova competências e a formar novas relações.

Não precisa de passar por um Processo de Luto sozinho. Na MyNurse pode escolher um psicólogo que o pode acompanhar e ajudar a reorganizar a sua vida após uma perda. As consultas podem ser em sua casa ou num sítio em que se sinta seguro e bem. Não tem mal nenhum pedir ajuda. Lembre-se: todos passamos por isto.

Saiba mais em www.mynurse.pt

Bem-estar

Hoje escrevemos sobre um conceito muito ouvido hoje em dia em todos os contextos das nossas vidas: o Bem-estar. Durante vários anos, a Qualidade de Vida e o Bem-estar eram tidos como sinónimos, sendo ainda actualmente complicado separar estes dois conceitos. (MENOITA, 2015)

Segundo WOUNDS INTERNATIONAL (2012), o “bem-estar é uma matriz dinâmica de factores, incluindo factores físicos, sociais, psicológicos e espirituais. (…) É inerentemente individual, varia ao longo do tempo, é influenciado pela cultura (…).” De acordo também com este consenso internacional, o Bem-estar é constituído por quatro domínios que se interrelacionam entre si e caracteriza-se por uma disposição individual para a realização e satisfação dos mesmos.

A MyNurse reúne muitos profissionais de saúde com os quais pode contar para assegurar o seu Bem-estar. Um consulta de psicologia pode dar início a uma processo aumento de Bem-estar mental. Um cuidador pode ajudar no desempenho de actividades da vida diária.

Saiba em www.mynurse.pt