Alergias

O Sistema Respiratório como mecanismo de defesa do corpo

O Sistema Respiratório tem um papel muitíssimo relevante na protecção do nosso corpo contra os agentes patogénicos. E é uma protecção com um sistema tão complexo que de certeza nunca imaginou que pudesse ser assim.

 

Nesta imagem consegue-se perceber que os cílios são prolongamentos das células que ajudam a “arrastar” os agentes patogénicos para o muco que será posteriormente eliminado através da tosse ou apenas da deglutição.

Nesta altura do ano, é muito comum apresentar tosse e expectoração e, umas das soluções mais eficazes que hoje em dia se conhece é a Cinesiterapia Respiratória (“ginástica respiratória”).

Na MyNurse encontra fisioterapeutas com muita experiência em Cinesiterapia em quem pode confiar a sua tosse.

Saiba mais em www.mynurse.pt

 

A pele como mecanismo de defesa do corpo

Todos sabemos que o nosso corpo tem estratégias de defesa, mas poucos de nós sabemos ao certo quais são esses mecanismos e qual a sua acção.

Hoje vamos abordar os mecanismos de defesa normais dos sistemas orgânicos: a pele.

Na MyNurse pode encontrar enfermeiros especializados na realização pensos em todo o tipo de feridas. Não deixe que a sua ferida seja uma porta de entrada para os agentes patogénicos. Proteja-se e conte com os profissionais que vão até sua casa prestar-lhe cuidados de saúde com qualidade.

 

Saiba mais em www.mynurse.pt

Alguns cuidados a ter com o calor!

Com a chegada do calor, deixamos aqui alguns cuidados a ter com as temperaturas elevadas para atenuar os efeitos do calor na saúde:

1-Procurar ambientes frescos ou climatizados mesmo durante a noite. Evitar a exposição direta ao sol, principalmente entre as 11h e as 18h.

2-Aumentar a ingestão de água ou de sumos de fruta natural mesmo durante a noite. Evitar o consumo de bebidas alcoólicas.

3-Dar atenção especial a grupos mais vulneráveis ao calor – doentes crónicos, idosos, crianças, grávidas e trabalhadores com atividades no exterior.

4-Doentes crónicos ou sujeitos a dieta com restrição de líquidos devem seguir as recomendações do médico assistente ou da Linha 808 24 24 24.

5-Assegurar que as crianças consomem frequentemente água ou sumos de fruta natural e que permanecem em ambiente fresco. As crianças com menos de seis meses não devem estar sujeitas a exposição solar, direta ou indireta.

6-Visitar e acompanhar os idosos, em especial os que vivem isolados. Assegurar a sua correta hidratação e permanência em ambiente fresco. As mesmas medidas devem ser aplicadas com as crianças. Ambos podem entrar numa situação de desidratação rapidamente.

7-As grávidas deverão ter cuidados especiais: moderar a atividade física, evitar a exposição direta ou indireta ao sol e garantir ingestão frequente de líquidos.

8-Utilizar protetor solar com fator igual ou superior a 30 e renovar a sua aplicação de duas em duas horas e após os banhos na praia ou piscina, que não devem ser frequentadas entre as 11h e as 17h.

9-Evitar atividades que exijam grandes esforços físicos, nomeadamente laborais, desportivos e de lazer no exterior.

10-Utilizar roupa solta, opaca e que cubra a maior parte do corpo, chapéu de abas largas e óculos de sol com proteção ultravioleta. Escolher horas de menor calor para viajar de carro. Não permanecer dentro de viaturas estacionadas e expostas ao sol.

sol-calor

Em caso de necessidade de acompanhamento, visita por enfermeiro que possa prestar estas informações e ajudar a esclarecer dúvidas, marque uma visita AQUI! A Mynurse vai a sua casa em todo o país!

 

Alergias e intolerâncias alimentares

O QUE SÃO ALERGIAS E INTOLERÂNCIAS ALIMENTARES

As Alergias alimentares são uma reacção alérgica do sistema imunológico contra um determinado alimento considerado inofensivo para a maioria das pessoas.

A Intolerância Alimentar consiste numa reacção adversa ao alimento que não envolve o sistema imunológico. Frequentemente resulta de alterações ou distúrbios do metabolismo do alimento. Neste caso, as reacções não têm o mesmo potencial de gravidade da reacção alérgica e os sintomas desenvolvem-se com maior frequência ao nível gastro-intestinal.

Os principais alergénios são:

  • Leite de origem animal e derivados
  • Ovo
  • Mariscos e moluscos
  • Peixe
  • Amendoim e frutos secos de casca rija (por ex. noz, amêndoa, pistácio, pinhão)
  • Cereais com glúten (trigo, centeio, cevada)
  • Soja

 

SINTOMAS

Na Intolerância Alimentar os principais sintomas são:

  • Gases, cólicas, inchaço abdominal, flatulência, azia
  • Dores de cabeça
  • Mal-estar geral

Nas alergias os sintomas, aparecem de forma muito rápida e no limite podem causar risco de vida (em caso de anafilaxia alimentar). São:

  • Erupção cutânea, urticária (pode ser por todo o corpo), inchaços e comichão. Estes sintomas regra geral manifestam-se muito rapidamente, imediatamente após a ingestão ou contacto com o alimento
  • Olhos lacrimejantes e espirros
  • Dificuldade respiratória
  • Descida repentina da tensão arterial

TRATAMENTO

Para além da ausência de consumo do alimento, ou ingrediente, ou alimentos de cuja composição o ingrediente faça parte, em caso de reacção é utilizada medicação anti-histamínica e, por vezes, corticóide.

Para os casos mais graves, em que possa existir risco de vida, pode ser utilizada uma “caneta” de adrenalina/epinefrina auto-injectável, que permite iniciar rapidamente o tratamento de emergência.

Faça as suas análises no conforto de sua casa, com a MyNurse : profissionais qualificados vão ao domicilio recolher as amostras biológicas e os resultados são-lhe enviados por e-mail com a maior brevidade possível.