Sabe como a Fisioterapia respiratória pode ajudar o seu bebé?

Com a chegada do tempo frio chegam também as constipações, as bronquiolites, a tosse e os narizes congestionados que, nas crianças, pode significar um problema acrescido. Isto porque os bebés e crianças são mais suscetíveis que os adultos a desenvolverem patologias respiratórias, devido às suas características estruturais e funcionais que dificultam a eliminação das secreções que se podem acumular na garganta e pulmões.

Dependendo da condição clínica, as mucosidades podem iniciar-se no nariz, descendo pela garganta até aos pulmões ou, serem produzidas diretamente pelos pulmões. Esta mucosidade estagna nos pulmões e, se não tratada, pode levar a infeções respiratórias e ao uso subsequente de antibióticos ou até dificuldade respiratória.

Para pais que não estão habituados a este tipo de situação, pode ser um pouco assustador, especialmente se o bebé perder o apetite e o padrão de sono alterar.

Felizmente, a fisioterapia respiratória pode ajudar a aliviar este desconforto!

Também conhecida como ginástica, cinesioterapia ou massagem respiratória, a Fisioterapia respiratória pediátrica está indicada para o tratamento de problemas respiratórios de recém-nascidos, bebés e crianças.

A Fisioterapia Respiratória Pediátrica consiste…

num conjunto de técnicas terapêuticas manuais que ft-resp-ped-9visam a recuperação da função respiratória do bebé, através da drenagem de secreções. As manobras utilizadas têm como objectivo principal mobilizar e expulsar essas secreções, sendo os resultados praticamente imediatos.

O Objectivo da Fisioterapia Respiratória Pediátrica é…

limpar as vias aéreas superiores e os pulmões do bebé de qualquer mucosidade que possa restringir a respiração normal, os seus padrões de sono e de alimentação. Desta forma, evitam-se infeções e complicações broncopulmonares e, adicionalmente, consegue-se um bem-estar tanto psicológico como físico do bebé (e dos pais).

A sessão de Fisioterapia Respiratória Pediátrica começa…

com uma conversa com os pais para perceber melhor as alterações respiratórias do bebé e para lhes explicar o que vai acontecer durante a sessão. O Fisioterapeuta aproveita também este momento para proceder à auscultação e estabelecer relação com o bebé.

ft-resp-ped-1Alguns bebés podem sentir-se incomodados por estarem a ser tocados por um estranho e eventualmente começam a chorar mesmo antes da sessão começar. A vibração que o choro provoca é transmitida às vias aéreas pulmonares mais profundas, o que ajuda à mobilização das secreções. Normalmente os Fisioterapeutas solicitam aos pais alguns brinquedos que podem ser utilizados para desviar a atenção do bebé para algo que lhe é mais prazeroso. Muitos outros bebés não necessitam de nenhuma técnica de distração e mostram-se até bem contentes com a novidade.

Cada bebé é um mundo e a sessão é adaptada a cada um deles, fazendo-se as pausas necessárias para que possam descansar e receber mimos dos papás.

A Fisioterapia Respiratória Pediátrica utiliza Técnicas…

de estimulação e relaxamento, que consistem na realização de uma série de manobras em que o Fisioterapeuta coloca as suas mãos no tórax e no abdómen do bebé, e mediante a aplicação de ligeiras pressões, aumentam o fluxo aéreo, mobilizando todas as secreções que se aft-resp-ped-4cumulam nos brônquios dos bebés. Desta forma, consegue-se que as mucosidades se soltem e se libertem através de tosses provocadas. A expetoração engolida vai para o estômago e não provoca um agravamento da situação clínica pois a acidez deste órgão mata as bactérias ou vírus.

Existem duas situações em que os pais poderão comprovar que as secreções engolidas acabarão por sair: Através de um cocó mais fluido ou com aspeto mucoso; O bebé/criança vomita as próprias secreções. Este processo é natural e assim deverá manter-se.

Estas técnicas adaptam-se à idade do bebé, sendo realizadas inclusivamente na idade neonatal.

O Fisioterapeuta terá sempre em conta a conversa com os pais sobre os sintomas dos bebés e a auscultação para seguir o seu estado, a evolução e os resultados.

ft-resp-ped-6Em nenhum momento o bebé sofre algum dano ou lesão, ainda que o normal e muitas vezes benéfico seja a presença do choro durante a sessão.

Indicações :

  • Bronquiolite
  • Prematuros
  • Bactérias
  • Infeções respiratórias prévias “mal curadas”
  • Reação à inspiração de ar frio
  • Otite
  • Nascimento de novos dentes
  • Asma, etc.

Contra-Indicações :

Existem situações pontuais em que a fisioterapia poderá não atuar, e em que os pais deverão contactar novamente o médico pediatra:

  • Bebé/criança que está com febre;
  • Bebé/criança é auscultado, verifica-se que as secreções estão muito secas e a tosse não é produtiva;
  • Bebé/criança é auscultado, verifica-se que tem secreções em quantidade reduzida e que ele sozinho é capaz de as remover.

A MyNurse preocupa-se com a saúde respiratória dos nossos bebés e encorajamo-lo a comprovar por si mesmo os benefícios da Fisioterapia Respiratória Pediátrica.

Posted on: October 15, 2016, by :

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *