Aprender a cuidar de mim: problemas com amamentação

Amamentar pode ser uma das melhores experiências das mães, mas pode também ser um enorme pesadelo. Há vários factores que poderão contribuir para problemas com a amamentação. São muito comuns e podem levar algumas mães ao “desespero”. Enumeramos aqui alguns dos problemas mais comuns:

  1. DOR NOS MAMILOS: ocasionalmente pode ocorrer dor nos mamilos, especialmente durante as primeiras semanas de amamentação. Algumas mães que amamentam descrevem a dor nos mamilos como uma sensação de compressão, comichão e ardor.A dor pode ser causada por: posição inadequada do bebé; técnicas inadequadas de amamentação; cuidados inadequados dos mamilos. Por vezes basta uma simples mudança na posição do seu bebé durante a amamentação, que alivia a dor. Algumas mães relatam que sentem dor apenas durante o período de adaptação. Uma amamentação confortável exige por vezes algum tempo e experiência. A dor nos mamilos pode também ser causada por uma libertação incompleta da sucção no final da amamentação do seu bebé. Pode ajudar o seu bebé a aprender a libertar o mamilo, e assim reduzir o seu desconforto, introduzindo um dedo dentro da boca para interromper a sucção no final da amamentação. Também a pele excessivamente seca ou húmida pode causar dor nos mamilos. A humidade pode ser causada pelo uso de sutiãs feitos de tecidos sintéticos que aumentam a sudorese e impedem a evaporação. O uso de sabonetes ou soluções que removem os óleos naturais da pele podem causar um ressecamento excessivo da pele. A dor nos mamilos pode também ser causada pela mastigação ou mordida dos mamilos. Quando o seu bebé inicia a dentição, morder ou mastigar parece ajudar a aliviar o desconforto próprio da fase. Para confortar o seu bebé e reduzir o desejo de mastigar ou morder a sua mama, forneça algo frio e húmido para que mastigue, por alguns minutos, antes de amamentar. Um pano frio do frigorífico irá servir para esse propósito. O frio irá ajudar a amortecer as gengivas doridas e poderá proporcionar alívio durante a amamentação. Antes de amamentar com a outra mama, conceda um tempo para que o bebé mastigue um outro pano frio e húmido.
  2. DISTENSÃO DA MAMA OU REPLEÇÃO DA MAMA
    A distensão da mama consiste na congestão dos seus vasos sanguíneos. As mamas ficam inchadas, duras e doridas. Não há a protrusão dos mamilos, que permita que o bebé se fixe a eles corretamente, dificultando desse modo a amamentação. A distensão é diferente da repleção da mama. A repleção da mama é o acúmulo de sangue e leite na mama, alguns dias após o nascimento, e é um sinal de que o leite está a chegar. A repleção da mama não prejudica a amamentação, porque os tecidos das mamas podem ser facilmente comprimidos pela boca do bebé. Amamente com frequência (oito vezes ou mais em 24 horas) e durante, pelo menos, 15 minutos, para impedir a distensão. Para aliviar a distensão da mama, esprema o leite manualmente ou com uma bomba. As bombas mamárias elétricas funcionam melhor. Alterne tomando banhos quentes e utilize compressas frias para ajudar a aliviar o desconforto.
  3. REFLEXO DE DESCIDA DO LEITE
    O reflexo de descida do leite é uma parte necessária da amamentação. As hormonas (prolactina e oxitocina) controlam o reflexo e permitem que o leite produzido nas glândulas mamárias seja libertado para dentro dos ductos lácteos. Dor, stress e ansiedade podem interferir nesse reflexo. Isso irá causar a retenção do leite dentro das glândulas mamárias, causando dor adicional e ansiedade. O tratamento para esse problema inclui relaxamento e a adoção de posições confortáveis para si e para o seu bebé durante o ato de amamentação. A redução de distrações, massagens suaves e a aplicação de calor na mama também irão ajudar. Deve conversar com o seu médico sobre os problemas persistentes.
  4. FORNECIMENTO INADEQUADO DE LEITE
    A demanda de leite ou o consumo de leite do bebé determina o fornecimento de leite. As amamentações frequentes, descanso adequado, boa nutrição e ingestão adequada de líquidos mantêm um bom fornecimento. A verificação do peso e crescimento é, frequentemente, a melhor maneira de assegurar se o seu bebé está a consumir leite suficiente. Se tiver dúvidas em relação à quantidade de leite materno que o seu bebé está a consumir, consulte o seu médico.
  5. DUCTO LÁCTEO OBSTRUÍDO
    Um ducto lácteo pode tornar-se obstruído se o bebé não estiver a amamentar-se bem, se a mãe omitir as amamentações (comum quando a criança está a desmamar), ou se está a usar um sutiã apertado. Os sintomas de um ducto lácteo obstruído incluem: sensibilidade, calor e vermelhidão da mama, ou um nódulo palpável próximo à pele. Algumas vezes, um pequeno ponto branco pode ser visto na abertura do ducto do mamilo. Massajar a área e pressionar com suavidade pode ajudar a remover a obstrução.
  6. INFECÇÃO DA MAMA
    Uma infecção da mama (mastite) causa dores musculares (sensação parecida com a da gripe), febre e uma área vermelha, quente e sensível numa mama. Consulte o seu médico se apresentar esses sintomas. As infecções nas mamas, na maioria das vezes, ocorrem em mães que estão stressadas, exaustas, que têm rachaduras nos mamilos, ductos lácteos obstruídos, distensão da mama, que omitiram algumas amamentações, ou que usam sutiãs apertados (constritivos). O tratamento frequentemente inclui medicamentos para tratar a infecção (antibióticos), amamentação frequente, vapor, descanso e o uso de um sutiã confortável durante as amamentações.
  7. AFTA
    A afta é uma infecção comum causada por leveduras e que pode passar da mãe para o bebé durante a amamentação. A levedura (chamada Candida albicans) cresce em áreas quentes e húmidas. A boca do bebé e os mamilos da mãe são locais perfeitos para o seu crescimento. Uma infecção por levedura pode ser difícil de curar, mas não é incomum. As infecções por leveduras frequentemente ocorrem durante ou após o tratamento com antibióticos  Os sintomas de afta na mãe são os mamilos de coloração rosa intenso, que estão sensíveis ou causam desconfortos durante e imediatamente após a amamentação. Os sintomas de afta no bebé incluem manchas brancas e aumento da vermelhidão na boca do bebé. O bebé também pode apresentar erupção das fraldas, uma alteração no humor e sucção frequente. Consulte o seu médico para obter uma receita de um medicamento antifúngico para cada membro da sua família.

Procure ajuda profissional em caso de dúvidas. Através da MyNurse pode encontrar enfermeiras especializadas e com experiência nesta área, que vão a sua casa e a ajudam nesta fase, evitando maiores ansiedades e preocupações. Registe-se em MyNurse e descubra o profissional mais adequado a si.

breastfeeding-56a6fbb25f9b58b7d0e5d758

Fonte: Farmácia Saúde

 

Posted on: August 14, 2016, by :

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *